Diferença entre Acetaminophen e Aspirina

Acetaminophen vs Aspirin

Ao longo destes anos, os analgésicos mais comuns que as pessoas podem ter ouvido são aspirina e acetaminofeno. Ambas estas drogas têm sido usadas há muito tempo para alívio da dor, dores corporais ou inflamações. Essas drogas já eram conhecidas por sua capacidade de bloquear transmissões de dor ao cérebro ou mesmo inibir a produção de prostaglandinas, fazendo com que alguém sentisse que a dor foi reduzida ou mesmo aliviada.

Tanto o acetaminofeno quanto a aspirina são considerados medicamentos não esteróides e antiinflamatórios (AINEs). Estes são um grupo de drogas que não possuem compostos esteróides, mas ainda possuem uma propriedade para reduzir a inflamação. Além disso, eles têm a principal propriedade para evitar estímulos de dor, que são responsáveis ​​pelas sensações de dor ao cérebro, dando assim alívio. Ainda assim, é preciso estar ciente das diferenças entre os dois e como eles podem afetar o corpo.

A primeira grande diferença entre aspirina e acetaminofeno é como eles lidam com a dor. O acetaminofeno, que é considerado um analgésico, só pode funcionar nos receptores da dor e não em outras coisas como a inflamação. É por isso que não é tão eficaz para qualquer forma de inflamação. Por outro lado, a aspirina é dito reduzir a quantidade de prostaglandinas, que causa dor e inflamação, na área afetada. A aspirina não só alivia uma das suas dor, mas também controla o inchaço de qualquer área lesada.

Hoje em dia, os médicos descobriram que a aspirina pode ter efeitos colaterais adversos quando tomado com moderação pelo alívio da dor. O mais importante entre eles é a alta probabilidade de causar úlceras no estômago. O uso prolongado de aspirina pode diluir e irritar os revestimentos do estômago, e com o tempo, a camada protetora que evita que os sucos gástricos corroem as células do estômago não será capaz de lidar com desbaste constante, levando a formações de úlcera. Por isso, o acetaminofeno é a melhor escolha. O acetaminofeno provoca efeitos gastrointestinais leves, o que torna preferível a ingestão, mesmo no estômago vazio.

Ainda assim, muitos médicos descobriram outro uso importante de aspirina que não está presente com o paracetamol, e essa é a sua capacidade anti-coagulação. A aspirina tem a capacidade de evitar que o sangue coagule, tornando-o mais fino e permitindo que ele flua livremente. É por isso que a aspirina tem sido amplamente utilizada para pessoas que têm coágulos ou são suscetíveis a ataques cardíacos e aqueles com doenças cardíacas. Ainda assim, deve ser dada grande atenção às pessoas que tomam aspirina porque existe o risco de perda de sangue ou sangramento, uma vez que a aspirina impede a coagulação do sangue.

Resumo:

1. A aspirina age tanto na inflamação quanto na dor, enquanto o paracetamol só alivia a dor, mas não reduz o inchaço.
2. O acetaminofeno pode ser absorvido com alimentos, enquanto a aspirina pode causar irritação gástrica e até mesmo sangramento.
3. A aspirina já foi amplamente utilizada por sua capacidade anti-coagulação, geralmente para aqueles indivíduos que estão em risco de AVC.