Diferença entre adaptação e aclimatação

Adaptação vs Acclimatio n

Todos os organismos vivos precisam ter um ambiente onde possam sobreviver e florescer. Os cientistas referem-se a este lugar como o habitat natural. Mas uma vez que todas as espécies de plantas e animais estão conectadas entre si na chamada rede alimentar, os territórios que ultrapassam são inevitáveis. Como resultado dessa intrusão, qualquer órgão que atravessa limites quer precisa se adaptar ou se acostumar a seu novo ambiente.

Adaptação e aclimatação são dois termos comumente usados ​​para descrever o ajuste feito por uma planta ou animal quando ultrapassa seu habitat normal. Ele também se aplica a mudanças que podem ocorrer dentro de seu próprio ambiente, o que pode torná-lo inadequado para a sobrevivência se eles não conseguem se ajustar. Embora muitas vezes eles se referem a mudanças no habitat, há diferenças entre como eles devem ser usados ​​corretamente.

A adaptação é centrada na capacidade de um organismo mudar sua composição física e química para se adaptar ao seu habitat. Isso leva muito tempo para alcançar e geralmente afeta todo o grupo ao qual pertence. Faz parte do processo de evolução, que todos os seres vivos devem sofrer para lidar com o planeta em constante mudança. Um bom exemplo de adaptação é o camelo e sua capacidade de sobreviver por longos períodos de tempo no deserto com muito pouca água.

A aclimatação é uma forma de adaptação que um organismo sofre quando transferido para um habitat diferente. Não adianta a adaptação evolutiva e não afeta a composição corporal de toda a espécie. O ajuste é feito modificando as reações físicas às mudanças ambientais, como o tremor quando exposto ao clima frio.

As transformações que ocorrem na adaptação tendem a ser permanentes até novas mudanças serem necessárias novamente. A regra "sobrevivência dos melhores" descreve como o processo funciona. Quando as mudanças no ambiente ocorrem, como um aumento de temperatura, animais e plantas que não conseguem lidar, acabam morrendo deixando os mais fortes para sobreviver e proliferar. Estes membros restantes se adaptaram em conformidade.

A aclimatação, por outro lado, é uma adaptação temporária a mudanças graduais no habitat natural. Isso só ocorre na vida útil do organismo e não afeta os padrões de evolução de suas espécies. Um bom exemplo desse comportamento é quando um peixe de água doce é pego e colocado em um aquário. A localização pode mudar, mas uma vez que a água do mar não é utilizada, o novo habitat imita muito o antigo, embora possa sofrer uma ligeira alteração na temperatura e no espaço para nadar. Eventualmente, o peixe aprende a se adaptar por aclimatação ao seu novo ambiente.

A adaptação é um processo natural que ocorre para cada tipo de organismo. Isto é para garantir a continuidade e a sobrevivência das espécies. A aclimatação pode ou não ocorrer em um habitat e, se o fizer, só demora um curto período de tempo até que um ajuste seja feito por animais e plantas. Em última análise, ambos os termos tratam de como os seres vivos lidam com as mudanças em seu ambiente.

Resumo:

1. A adaptação é uma mudança na composição física e química de um organismo provocado pelas mudanças de habitat, enquanto a aclimatação é uma reação física feita para se ajustar às referidas mudanças.
2. A adaptação é permanente, enquanto a aclimatação é temporária.
3. A adaptação é um processo natural e necessário para a sobrevivência de uma espécie, enquanto a aclimatação só acontece quando há pequenas mudanças no habitat.